SE PRECISAR CLICK AQUI PARA TRADUZIR

quinta-feira, junho 28, 2007

Aniversário de um ano deste blog


Engraçado, como realmente o tempo passa tão depressa.

Hoje faz um ano que comecei a escrever este blog!

A gente começa para se distrair, desabafar e acaba um vício, uma necessidade.


Parabéns para mim e para este blog!



segunda-feira, junho 18, 2007


Porque eu sou do tamanho do que vejo
E não do tamanho da minha altura ...
(...)
...porque a nossa única riqueza é ver."
Alberto Caeiro



Galileu Galilei
1564-1642
"Quanto à introdução de novidades.

Quem poderia duvidar que leve às piores desordens quando mentes que Deus criou livres são compelidas à submissão escrava a uma vontade externa?

Quando nos dizem que devemos negar a evidência de nossos sentidos e sujeitá-las ao capricho de outros? Quando pessoas sem qualquer competência são tomadas juízes de peritos e se lhes outorga autoridade para tratá-los como lhes aprouver?

São essas as novidades capazes de levar à ruína das comunidades e à subversão do Estado."
(Diálogos Sobre os dois Principais Sistemas do Mundo)

sábado, junho 16, 2007

Um índio
Caetano Veloso

Um índio descerá de uma estrela colorida brilhante
De uma estrela que virá numa velocidade estonteante
E pousará no coração da América num claro instante
Depois de exterminada a última nação indígena
E o espírito dos pássaros, das fontes, de água límpida
Mais avançado que a mais avançada das mais avançadas das tecnologias
Virá
Impávido que nem Muhammad Ali
Virá que eu vi
Apaixonadamente como Peri
Virá que eu vi
Tranquilo e infálivel como Bruce lee
Virá que eu vi
O axé do afoxé Filhos de Gandhi
Virá
Um índio preservado em pleno corpo físico
Em todo sólido, todo gás e todo líquido
Em átomos, palavras, alma, cor, em gesto, em cheiro,
em sombra, em luz, em som, magnífico
Num ponto eqüidistante entre o Atlântico e o Pacífico
Do objeto sim, resplandecente, descerá o índio
E as coisas que eu ele dirá, fará, não sei dizer assim de um modo explícito
Virá
Impávido que nem Muhammad Ali
Virá que eu vi
Apaixonadamente como Peri
Virá que eu vi
Tranquilo e infálivel como Bruce lee
Virá que eu vi
O axé do afoxé Filhos de Gandhi
Virá
E aquilo que nesse momento se revelará aos povos
Surpreenderá a todos não por ser exótico
Mas pelo fato de poder ter sempre estado oculto quando terá sido o óbvio

© Ed. Gapa

sábado, junho 09, 2007

Parque da Cidade












Vista de um caminho no Parque da Cidade, onde foram plantadas palmeiras imperiais, no tempo em que ainda era uma fazenda, da família de Olívio Gomes, que possuía uma fábrica de tecidos, conhecida como Tecelagem Parahyba.




Esta fazenda possuía muitos empregados, e este caminho de palmeiras ia das casas dos empregados para a escola, direcionando as crianças que lá moravam e estudavam.








O projeto dos jardins foi feito pelo paisagista Roberto Burle Marx com lagos espelhados e com plantas nacionais e exóticas.






Lugar lindo e cheio de belezas naturais...
Um lugar em que gosto de estar e aonde fomos com os alunos da escola que trabalho para comemorarmos o Dia do Meio Ambiente...









Um dia comum


Em um sábado de feriado


Em que nada de mais aconteceu


Um dia de sol


E de conversas jogadas ao vento


Um dia para ler


E se atualizar


Fomos ao centro e nossa como está tudo tão cheio de gente!

Não sei se por estarmos próximos ao Dia dos Namorados

Ou se por causa do inverno que chega de vez

Tanta gente comprando, andando, comendo!

A cidade em polvorosa

As pessoas agitadas

Mas na paz

Sem atropelos

Sem mau humor

Tranquilos


Um dia bem comum... E bom!

terça-feira, junho 05, 2007

Dia Mundial do Meio Ambiente

Contemplação:














BRASIL MEU BRASIL BRASILEIRO...





Fotos lindas tiradas do site do IBAMA - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Renováveis