SE PRECISAR CLICK AQUI PARA TRADUZIR

domingo, novembro 29, 2009



O editorial do Diário Catarinense aborda os números da aids divulgados na semana pelo Ministério da Saúde e pelo Unaids.
O documento do Ministério da Saúde acende um sinal de alerta que não pode ser ignorado.
Santa Catarina manteve sua triste posição de terceiro estado com a mais alta taxa de casos, com 26,9 para cada grupo de 100 mil habitantes.
No início da semana, um relatório do Programa Conjunto das Nações Unidas Sobre a Aids informava que há, no planeta, 33 milhões de pessoas infectadas com o HIV, e que, a cada dia, são contabilizados 7,4 mil casos novos.
O mesmo relatório da ONU enfatizava a necessidade de reforçar as políticas de prevenção, e lembrava que, os novos medicamentos e tratamentos antirretrovirais possibilitam, sobrevida de qualidade cada vez maior e melhor aos doentes.
Pandemia em plena atividade, a aids exige atenção e ações permanentes da saúde pública. Em Santa Catarina e no mundo inteiro. Os números estão na mesa.


sexta-feira, novembro 27, 2009

DIA DE AÇÃO DE GRAÇAS

Aqui nao comemos peru, nem é feriado também, mas é dia de Açao de Graças!


Eu agradeço a todos que me leem, os que conheci por aqui, os que ja sao meus velhos conhecidos e amigos de verdade e nao virtuais, apesar dos virtuais tambem serem de verdade!

Agradeço a DEUS primeiramente por tudo que sou, que tenho e por tudo que Ele me dá.

Minha neta fez um mes hoje... OBIGADA !
Enxergo: OBRIGADA
Falo e ando: OBRIGADA
Não tenho nenhuma doença grave: OBRIGADA
Sou feliz: OBRIGADA!!!!!!!!!!!!!!!!



POR TUDO DA VIDA: OBRIGADA MEU DEUS!

quarta-feira, novembro 18, 2009

ACERTE O ALVO!

Li, gostei do que li e coloco aqui pra que meus leitores também o façam...

A falta de dignidade daqueles que nos governam está demais!

Não faço apologia ao crime, nem desejo a morte de ninguém, muito menos de quem nos governa, é somente no sentido figurado dessa mensagem que me faz pedir:

EXIJIMOS RESPEITO!


Vejam aqui:
http://blogdazizi.blogspot.com/2009/11/rola-na-rede.html

sexta-feira, novembro 13, 2009

Casa da vovó - Poá SP

Todas as vezes que íamos a casa de nossa avó era uma alegria.
Como não moravamos perto, a viagem em si era ja uma bagunça.
Papai dirigia, mamãe ia ao lado, e nós, as cinco filhas nos distribuíamos pelo resto do carro, tres nos bancos e 2 no bagageiro, que da variant, era aberto para dentro do carro e bem espaçoso.
Lá quase sempre iam as menores, Ana e Deia...
íamos brincando de contar carros da mesma cor, ou cantando, ou de alguma forma papai e mamãe inventavam algo para nos distrair até chegar ao destino.
Lembro-me bem que quando comecei usar óculos, (com 14 anos!) abriu-se para mim um mundo novo, de letras e placas que eu podia ler!
Ia vendo tudo pela estrada, o que antes era embaçado ficava nitído e claro para mim!

Chegando na casa da vovó sempre uma festa! Cinco netas, filha e genro, vovó e vovô nos recebiam com muita alegria e sorrisos.
Quando outros tios também iam, juntava todo mundo e jogavam os homens com vovô, (campeão em Sttutgard!), as mulheres na cozinha batendo longos papos, e nós crianças brincando a vontade pelo grande espaço que tinha no quintal e frente da casa da vó!
As plantas que mais nos marcaram foram flores como dálias, capitão, flor-de-cera, nos fundos tinham pés de banana ouro, copos de leite lindos e brancos, e bem em frente ao portao, durante um tempo um         chorao, que depois foi cortado porque ficou doente e nao tinha como recuperá-lo na época.



Embaixo de um grande pé de  abacate meu avo colocou um banco de cimento, e muitas vezes ficava sentada la, a toa...
Saudades, vontade de regressar um tantinho no tempo, e vivenciar novamente tantas coisas gostosas naquela casa em Poá, onde moravam meus avós, onde passamos boa parte de nossas férias e aonde aprendemos a dar muito valor ao amor entre os membros da familia: avós, tios e tias e primos...



http://bolbos-em-flor.blogspot.com/2009/07/hoya-carnosa.html

segunda-feira, novembro 02, 2009

Fotos

"Não deixem que as vossas fotos fiquem no esquecimento, a ganhar pó, no canto duma gaveta ou encafuadas numa arca arrecadada no sótão. Mostrem-nas. Podem crer que todos nós gostaríamos de as apreciar. Organizem-se mais Mostras de Fotografia em Leiria – cidade, em Viseu e em tantas outras localidades por esse País fora.

Vamos aproveitar as nossas fotos (porque não um livro e outro e mais outro?) e compartilhar o que as nossas fotos representam e poderão significar para a nossa memória futura?

António S. Nunes"
 E mundo afora eu completo Antonio!

Fazendo um a parte aqui sobre fotos, hoje passamos um bom tempo compartilhando as fotos de quando os meus filhos eram bebes e crianças pequenas, foi tao gostoso!
Gerações... eu, minhas irmas, meus filhos e noras, viajando no tempo através das imagens...